::: TRANSPORTE PÚBLICO NÃO PODE SER MERCADORIA :::

21nx9w (1).jpg

O transporte coletivo é parte das infraestruturas que fazem a condição de existência das cidades.

Sem ele a cidade não deslocaria sua principal força: a classe trabalhadora, que é a única que faz a força de trabalho que constrói tudo que existe no meio urbano.

Igual a asfaltamento, iluminação pública, saúde publica, educação, saneamento, etc. O transporte coletivo é responsabilidade da sociedade para o funcionamento das cidades.

Todos esses direitos foram reconhecidos depois de muita luta e mobilização. A iluminação pública, por exemplo, foi fruto de lutas de favelas e do subúrbio. Com trabalhadores lutando na zona oeste do Rio desde os anos de 1950.

O transporte público só foi reconhecido como direito na Constituição Federal, depois da revolta popular de Junho de 2013.

Mas, o transporte coletivo teve alianças sujas entre o poder municipal e empresas das famílias ricas donas de onibus no Rio.

Assim, temos uma máfia que explora transporte público cobrando tarifas, prefeituras que usam essa estrutura urbana como controle político. E patrões e mercados, que se beneficiam do desenvolvimento urbano sem pagar nada.

Ou seja, a tarifa é um meio de botar os custos do transporte na classe trabalhadora. Ela é roubada mais de uma vez: na exploração do seu trabalho e por ter que pagar passagem.

Cada trabalhador perde 2h ao menos por dia, no transporte. É um TEMPO DE TRABALHO NÃO REMUNERADO, além dos baixos salários. E ainda tem que pagar passagem.

Pra superar isso, só começando pela TARIFA ZERO. Municipalizar ou estatizar o transporte e botar empresários pra pagar. O custo seria a rodagem e não a tarifa, que impede a SUPERLOTAÇÃO pelo lucro com cortes e falsificações.

Já existe ao menos em 10 cidades brasileiras. No Rio seria possível pelo reembolso dos R$2,6 Bilhões roubados pela Rio ÔNIBUS e R$183 bilhões desonerados a empresas pelo Estado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s